2-1

Vegetariano, por que ser um?

No mundo inteiro, milhões de pessoas vem adotando o vegetarianismo. Que motivos levam uma pessoa a adotar o vegetarianismo?

Muitas são as razões e seja ela qual for, muitos benefícios surgirão, para quem adotou o vegetarianismo: pelos animais, pelo Planeta, pela saúde ou pelo meio ambiente.

  • Pelos animas, pela Ética. Os animais são seres com direitos que devem ser respeitados, como a vida, o não sofrimento e a dor. Como podemos cuidar do nosso bichinho de estimação como nosso cãozinho, nosso gatinho e comer o porquinho, a vaca, o peixe, o frango ou outros animais? Quem considera alimentar-se de um animal um sofrimento, não consegue mais pensar em comer carne.

  • cabra-e-cao cao-e-porco vaca-e-cao
  • http://www.sevoceama.com.br

Em alguns casos, a pessoa que se torna vegetariana por causa dos animais não está preocupada com a saúde, mas sim com o abuso contra os animais e pode ter uma alimentação inadequada em termos de nutrição. Então, a solução é buscar conhecimento e orientação sobre nutrição para se ter uma vida saudável.

Maarly Winckler, que foi presidente da Sociedade Vegetariana tem uma frase que reflete bem esse princípio ético: “ Como queremos encontrar e praticar a paz se praticamos a violência em cada refeição que fazemos? ”

  • A saúde e bem-estar físico, mental e social são pontos fundamentais, mais do que somente saúde física. Busque informar-se em relação a melhora de muitas doenças ao adotar uma alimentação vegetariana. Atenção também não só ao fato de eliminar a carne, mas aumentar o consumo de produtos mais saudáveis como frutas, verduras, cereais integrais. E saiba também que não basta tirar a carne, mas é preciso uma atenção bem definida em relação à dieta a ser adotada que deve ser bem variada.

Em estudos publicados encontra-se:

Redução de morte por doenças cardiovasculares.

Níveis de colesterol mais baixo.

Pressão arterial mais baixa.

Redução de incidência de obesidade.

Busque mais informações a respeito da boa saúde para os vegetarianos.

  • Meio ambiente e proteção do Planeta. Pouco se divulga sobre o impacto da pecuária no Meio Ambiente. Certamente o governo e os empresários não têm interesse nessa avaliação e a recusa de admitir que nossos hábitos alimentares possam ser nocivos ao Planeta e que devem ser modificados. Relatório emitido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), mostra claramente a preocupação dessa entidade com as consequências da pecuária no meio ambiente. Segundo a FAO, de todas as atividades humanas, a pecuária é a maior responsável pela erosão de solos e pela contaminação dos rios. As emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa também são marcantes nessa atividade, em especial pela produção digestiva dos ruminantes – gases e eructação. Atualmente a pecuária utiliza 30% das terras produtivas do planeta e outros 33% são utilizados para produção dos grãos utilizados para alimentar o gado.

  • Outras razões: algumas pessoas adotama dieta vegetariana por questões filosóficas, por princípios religiosos, por não gostar de carne ou pelo princípio de ahimsa (princípio ético do Yoga).

  • Enfim, vários poderão ser os motivos para uma pessoa adotar o vegetarianismo. Mas o princípio básico é buscar conhecimento sobre nutrição para manter um nível de vida saudável.

O que faz a diferença é a sua consciência.

Sejam quais forem suas razões, ao adotar o vegetarianismo você estará contribuindo para a redução do sofrimento dos animais e da devastação ambiental e, assim naturalmente ao elaborar sua dieta, estará contribuindo grandemente para melhoria da sua saúde. Certamente muitos conflitos internos surgirão no momento que sua consciência o impedir de comer carne. Sua visão de mundo será diferente e você terá que enfrentar o mundo lá fora, das pessoas que não tem a sua consciência. Prepare-se para enfrentar as dificuldades que surgirão e que não dependem mais da sua escolha, mas sim do que está ao seu redor.

O que é vegetarianismo?

A dieta vegetariana, sem carne, tem milênios de existência, principalmente na Índia, baseado em ahimsa, a não violência.

Há vários padrões de vegetarianismo, lacto-ovo-vegetariano (alimentação sem carne mas usa laticínios e ovos), lacto-vegetariano (alimentação sem carne, mas utiliza laticínios)  e vegetariano estrito (vegetariano puro que não consome nenhum derivado de animal). Não confundir vegetariano estrito com restrito. Estrito é a dieta composta exclusivamente de alimentos de origem vegetal o que não restringe nada na alimentação. Os vegetarianos estritos não utilizam alimentos de origem animal, mas tem uma alimentação bem variada com alimentos variados, provavelmente mais diversificada que a alimentação com carne dos onívoros.

O termo Vegan surgiu somente em 1944 por Donald Watson e designa o vegetariano estrito que não utiliza produtos de origem animal para nenhum fim, como roupas, calçados, higiene, vestuário em geral, cosméticos etc… Em português o termo foi denominado “vegano” pela Sociedade Vegetariana Brasileira.

Há uma diferença entre Vegetariano Estrito e Vegano. Vamos entender isso. Os vegetarianos que excluem todos os derivados animais da alimentação são chamados Vegetarianos Estritos, Vegetarianos puros e os Veganos que não utilizam absolutamente nenhum produto de origem animal no vestuário, cosméticos, e produtos que sejam testados em animais, mesmo que sejam produtos de uso doméstico. Esses são os três tipos mais comuns.

Não confundir Vegetarianismo com Crudivorismo, que utiliza só alimentos crus, ou Frugivorismo, que utiliza frutos, utilizando pens o que a natureza oferece.

A Macrobiótica é outra forma de alimentação que pode ser vegetariana ou não e é o indivíduo que se baseia na alimentação apenas de cereais integrais e que vive de acordo com uma filosofia particular e característica.

Não confundir Vegetarianismo com Naturalismo de forma alguma. O Vegetariano preocupa-se com a saúde, com os animais, com o meio ambiente e com Planeta. Os Naturalistas são aqueles que não penteiam o cabelo, que não se depilam entre outras características que não tem nada a ver com Vegetarianismo.

Leia já o livro  –  Virei Vegetariano e agora?  Dr Eric Slywitch (Médico especialista em nutrologia, nutrição clínica, nutrição enteral e parental, e mestre em nutrição pela Unifest).

Esse livro é altamente esclarecedor e vai ajudá-lo na sua nova jornada, inclusive como enfrentar os conflitos internas e a externas que surgirão na sua nova jornada.

Mais que tudo, informe-se.

Nossa indicação:

logo-ssc

Site:   https://www.svb.org.br/index.php

1SVB_home

Comece com a Segunda sem carne:  http://www.segundasemcarne.com.br

22449618_1609038182468685_880894469728494555_n

Para saber mais sobre esta iniciativa abraçada pelo Paul McCartney, acesse:

www.meatfreemondays.com
www.segundasemcarne.com.br

Adesivo de Carro Se vc ama-228x228 vaca-e-cao

http://www.sevoceama.com.br

0 comentários

Deixe um comentário

Fique a vontade para deixar um comentário sobre este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *